Música
 
 
Altar de Adoração
Amor é decisão
Brado de Guerra
Colisão
Everlasting God
Lado a Lado
Saudade de Ti
Verdadeiro Amor
 
 
 
Música e liturgia
A postura do ministro de música

Dicas sobre a postura que os ministros de música devem adotar em animações litúrgicas, especialmente nas Celebrações Eucarísticas:

– Na Celebração Eucarística, o presidente é o sacerdote; portanto, antes de toda e qualquer celebração, converse com o sacerdote e exponha o que o ministério preparou em unidade com a equipe de liturgia.

– Sei de toda complexidade e até das diferentes interpretações sobre a liturgia que alguns padres dão. Em todo caso, vale a máxima: "Quem obedece não peca". Portanto, consulte o padre e obedeça-lhe.
Se você tiver conhecimento o bastante e abertura com o sacerdote, pode defender sua opinião. O diálogo nos faz crescer. Mas converse em outro momento, não poucos minutos antes do início da celebração.

– Missa não é show!

– Não chame a atenção do povo para si ou para seu grupo. Na Missa, Jesus é o centro.

– Não desvie a atenção das pessoas com "caras e bocas" durante a interpretação de uma música, nem na execução de um solo instrumental.


– Não converse durante a Celebração Eucarística. Escolha antecipadamente as músicas e seus respectivos tons. Se houver extrema necessidade de algum diálogo, faça-o da forma mais discreta possível. Nada mais desagradável do que um ministério se entreolhando com ar desesperado, de "qual a próxima música?" ou "qual o tom?".

– Não use, durante a Santa Missa, roupas com cores fortes ou estampadas, a não ser que você seja convocado de surpresa e não tenha condições de se trocar.

– Não use, de jeito nenhum, roupas sem mangas, decotadas, transparentes ou bermudas durante a Celebração Eucarística.

– Escolha os cânticos de acordo com as leituras e o tempo litúrgico. Não se pode cantar os hits, a não ser que se encaixem com o tema da celebração.

– Algumas fórmulas da Missa, como o "Cordeiro de Deus" não podem ser modificados. Estude liturgia, pois nela não dá para improvisar.

– Não queira ser um ministro de música "garçom", que apenas serve aos outros o banquete. Participe ativamente de cada momento da celebração, sente-se à mesa. Você também é um "feliz convidado para a ceia do Senhor".



.: Do livro:
"Ministrando a música"

de Luiz Carvalho
(Comunidade Recado)





Confira também:
.:: Espera no Senhor : o novo CD de Eliana Ribeiro
.:: Grupo de oração x Show de evangelização
.:: Dicas práticas para cuidar da voz




Shopping:


Adquira já: "Minha casa é casa de oração"
Monges Beneditinos - Mosteiro da Ressurreição
Clique aqui e adquira já o seu!
 
 
Comentar - Enviar - Imprimir - Ver mais
 
Luiz Eduardo, 22:50H 18/04/2011
Gostei das dicas sobre a postura do músico na liturgia. Porém, algumas observações, talvés palavras mau colocadas, dão brecha para pecar contra a liturgia. Ex. Hits, a não ser que se encaixe... não concordo. A música litúrgica tem características próprias, as letras são inspiradas da Palavra de Deus, as qualificações de uma música devem passar por perítos, pessoas preparadas para esse fim para depois serem cantadas numa Missa. Abraço
Regiane, 16:04H 15/10/2008
Por favor, enviem para mim alguns conceitos de musica catolica:qual a missão de um musico católico? O que é preciso p ser um ministro de musica?O que são musicas liturgicas e anti-liturgica p uma missa? Respondam me o mais depressa possível.
 
   
   
 
As muralhas
Tu és Rei
Poderoso Deus
Lado a lado
Chuva de Misericórdia