Altar de Adoração
Amor é decisão
Brado de Guerra
Colisão
Everlasting God
Lado a Lado
Saudade de Ti
Verdadeiro Amor
 
 
 
Eliana Ribeiro fala sobre a importância do dom maternidade e da família
Maternidade responsável

Eliana Ribeiro, missionária e ministra de música da Comunidade Canção Nova desde 1999, partilha conosco como foi o período em que esteve de licença-maternidade de sua segunda filha, Helena. Ela também conta como se preparou para a chegada do primeiro filho, Daniel, e testemunha que teve depressão pós-parto após o nascimento dele.

Nesse mesmo período, passando por essa dolorosa situação, a consagrada estava gravando o CD "Espera no Senhor", de forma que conciliar a maternidade com a missão não foi uma tarefa fácil. No entanto, Deus Pai sempre esteve ao lado dela, amparando-a e a curando: "Houve uma intervenção [nesse período], uma irmã de comunidade, a Rosení, do 'Cantinho da Criança', foi me visitar e me aconselhou a falar com o meu filho o que eu estava vivendo. Assim o fiz: eu narrava para o Daniel tudo o que se passava comigo. Isso fez com que eu criasse um laço muito forte com o meu filho".

Na segunda gravidez Eliana foi se preparando para receber a segunda filha: "Para que eu pudesse chegar a este ponto eu precisei me preparar para estar com a minha filha, as mulheres precisam se preparar para a chegada deste novo membro na família, porque, do contrário, o estresse toma conta de nós. Vivi uma realidade muito rica com a Helena, o que produziu muitos frutos graças a essa preparação que fiz para que eu pudesse superar, de maneira diferente, a experiência que vivi na primeira gravidez".

Eliana encerra a entrevista afirmando: "A maternidade é uma escola para vencer o egoísmo, um bebê não tem nada para nos oferecer, é uma doação total. Aprendi com meus filhos que, de fato, o amor é decisão, é uma doação total".



"Nós esposas precisamos resgatar o valor da mulher dentro da casa, dentro da família", afirma a missionária, pois segundo ela, a maioria das mulheres na atualidade não têm esse tempo, elas não conseguem administrar esse período, parar, se dedicar e desvincular o ativismo, o profissional, desse tempo tão rico, que é a licença-maternidade, que é o tempo que elas precisam gastar com seu filho, que, na realidade, deve ser a prioridade. E afirma ser fundamental que as mulheres se preparem para esse momento psicológica e espiritualmente para que consigam suportar as dificuldades e viver a alegria desse momento.

.: Conheça o Blog da Eliana Ribeiro

Você que esta grávida, reze com a Eliana Ribeiro:


Veja mais:
.: PodCast com Gil Duarte: A espiritualidade do músico católico
.: PodCast com Gil Duarte: Músico, modelo de santidade
.: Conheça a Série: Virtudes dos Músicos
.: Conheça a Série: Tentação dos Músicos
.: Oração, música e cura interior - Mons. Jonas Abib
.: Instale o Aplicativo da Rádio CN FM no seu iPhone/iPod – Gratuito

Adquira em nosso shopping:
.: DVD
'Barco a Vela'de Eliana Ribeiro




.: CD
'Espera no Senhor'
de Eliana Ribeiro
 
Tags: elianaribeiro Eliana ribeiro maternidade mãe formação podmusica podcast MP3
 
Comentar - Enviar - Imprimir - Ver mais
 
Marcela Cristina Reis Gumiero, 23:45H 12/07/2011
Eliana, meu testemunho é idêntico ao seu.. sou ministra de música e tb tive depressão pós parto do meu 1º filho.. Estou em tratamento psicológico somente agora, ele com 4 anos e meio.. Difícil foi entender que mesmo sendo de Deus, eu precisava de ajuda! Estamos em oração para o 2º filho.. E com certeza será uma benção! Deus os abençoe.
Iza, 12:26H 30/06/2011
A mulher que consegue a graça de ser mãe é uma pessoa muito abençoada.Difícil é conviver com o fato de que por alguma razão você nao tem esse direito, que ao contrario da maioria das mulheres vc nunca irá gerar um filho, isso sim é motivo para entrar em depressão, no entanto, mulheres como eu e várias outras, passamos a vida tendo que conviver com essa dor sem partilha-la com ninguem, apenas sofrendo sozinhas e esperando de repente um milagre de Deus.
Lidiane Domingos, 11:57H 27/06/2011
Eliana parabéns pela linda família, e pelo seu testemunho ele é muito valido para minha vida, pois hoje entendo que tive depressão pós parto como vc, foi muito dificil aceitar a pouca ajuda de meu marido e a pouca experiência de mãe de 1ª viagem e as várias pessoas dando opinião em como fazer as coisas. Estou com a 2ª filha (2 meses), meu maior sofrimento é o ciúmes da minha filha de 3 anos e a pouca presença do meu marido, mas esta tua historia vai me ajudar. Obrigada, Deus te abençoe sempre...
 
   
   
 
As muralhas
Tu és Rei
Poderoso Deus
Lado a lado
Chuva de Misericórdia