Formação - cancaonova.com

SEU ESPAÇO

Dons: o que fazes com os seus?

A+ A-

"O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: ‘Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco, que lucrei’. O patrão lhe disse: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiareimuito mais. Vem participar da minha alegria!"

(mateus 25, 20-21)

Creio eu que todos conhecem essa parábola, caso não conheçam peguem a Bíblia em Mateus 25 e leia do versículo 14 até o versículo 30 e se recordem!

Vamos à minha pergunta: o que você tem feito com o dom que Nosso Deus te deu?

Sabe não?

Deixa eu te ajudar a lembrar: sabe aquilo que você faz de melhor e poderia exercer de forma cristã e usa pra tudo, menos pra ajudar a sua comunidade na missa ou em eventos cristãos?

você adora ler, vive comprando livros de romance, drama, pornografia, mas ao ser convocado a participar da liturgia na hora da missa, você se recusa e ainda ri da pessoa que errou alguma palavra na hora leitura...

vive cantando em eventos do mundo, churrascos e etc e ao dizerem que você canta bem você solta a frase" ainda viro famoso (a) e vou cantar axé/sertanejo/pagode etc..." mas ao ver o coral na igreja nem se manifesta a entrar nele...

É super organizado, geralmente decora muito bem onde fica cada coisa na sua casa, mas nunca se prontificou a ajudar na arrumação da igreja.

Enfim... se recordou de algum dom que Nosso Pai te deu e você está jogando fora???

Cuidado! Pode ser que quando menos você esperar, nosso Senhor vai dizer: "Servo mau e preguiçoso.. "

E olhará para aquele que, diante dos dons recebidos, tenham servido a Ele e as pessoas como deveria e diga "Quanto a este servo inútil (você), jogai-o lá fora, na escuridão. Aí haverá choro e ranger de dentes”.

Pense um pouquinho, tente analisar qual o dom que Deus te deu e você nunca fez bom uso dele na sua vida cristã, pode ter sido por medo, como também o terceiro empregado... pode ter sido por preguiça ou qualquer outro motivo, mas que fique claro que é necessário exercer os dons adquiridos para que possamos multiplicá-los e ajudar a levar muitas almas para Deus! E também devemos pensar no nosso amor por Ele. Ele que nos faz tanto, será que não seria, no mínimo, justo fazer algo por Ele também?

Caso contrário "quem recebeu talentos – e não os faz render – pode ser demitido do Reino por “justa causa”.

Paula Pereira de Sousa
paullinhaps@yahoo.com.br
14/11/2011 - Brasília⁄DF

+ Formações

Mais acessados

copyright© 2007 - Fundação João Paulo II. Todos os direitos reservados