Formação - cancaonova.com

Formações

Imagem de Destaque

O Batismo de Jesus

A fora do batismo faz maravilhas na pessoa e na sociedade
A+ A-

Com a Festa do Batismo de Jesus conclumos o tempo do Natal. A reflexo sobre o Mistrio da Encarnao continua. uma tima oportunidade para examinarmos a nossa prpria vida batismal hoje e a ao eclesial para o trabalho de iniciao crist pedida pela Igreja para educar e evangelizar os novos cristos.

O Batismo de Jesus, por Joo, no rio Jordo, um evento que nos mostra com intensidade como o Salvador quis solidarizar-se com o gnero humano, imerso no pecado. Joo chamava penitncia e administrava um batismo de converso. No entanto, Jesus, o Cordeiro sem mancha, que veio tirar o pecado do mundo, submete-se ao batismo de Joo. um momento de Epifania, quando a Trindade se manifesta e aparece claramente a misso do Filho que deve ser escutado.

Podemos contemplar, pois, no episdio do batismo do Senhor, aquela condescendncia divina que faz com que Deus assuma tudo o que prprio da nossa frgil condio humana. Jesus no teve pecado, mas, num gesto de solidariedade para com toda a humanidade, assumiu o que decorre do nosso pecado, desde o batismo dos pecadores at a morte ignominiosa da cruz.

A condescendncia divina, manifestada de forma to pungente na vida, as atitudes e as palavras de Jesus, nos estimulam a amar com todas as nossas foras a Deus que tanto nos ama e a nos tornar mais compassivos e condescendentes para com todos aqueles que, de uma ou de outra maneira, sofrem e precisam de nossa solidariedade. A contemplao da caridade divina deve encher nosso corao de caridade. So Paulo ensinou-nos, entre outras coisas, que a caridade prestativa, no orgulhosa, alegra-se com o bem, tudo cr, tudo espera, tudo desculpa.

Estes dias de tantas catstrofes em nossa regio sudeste demonstram como importante o compartilhar as dores e sofrimentos das pessoas.

O batismo que recebemos foi o batismo institudo por Jesus, o batismo da Nova Aliana. O batismo de Joo era apenas um sinal de converso. O Batismo que Jesus confiou Sua Igreja um sinal eficaz, pois no s significa, mas realiza a libertao e a renovao de nosso ser, tornando-nos filhos de Deus semelhana do nico Filho. Os Padres da Igreja chegaram a dizer que Jesus desceu s guas justamente para santific-las e transmitir-lhes aquele poder de purificao e renovao, que exercido toda vez que a Igreja batiza em nome do Pai e do Filho e do Esprito Santo.

Ao celebrarmos a Festa do Batismo do Senhor Jesus, temos diante de ns uma ocasio propcia para renovar nossas promessas batismais. Viver intensamente os compromissos de nosso batismo o grande convite que Deus faz a cada um de ns. A graa divina jamais falta quele que, com sinceridade de corao, procura viver segundo o homem novo, nascido da gua e do Esprito. Os inmeros santos e santas canonizados pela Igreja so um eloquente testemunho de que a fora do batismo pode fazer maravilhas na pessoa e na sociedade que ajudaram a transformar segundo o desgnio de Deus.

Que a graa do batismo nos torne, na Igreja e atravs da Igreja, o Corpo mstico do Senhor, verdadeiros discpulos-missionrios de Jesus! O batismo liga-nos tambm Igreja, qual Cristo uniu-se de maneira irrevogvel. No podemos querer Cristo sem Sua Igreja. O Cristo total a Cabea e o Corpo. Contemplando, assim, o Mistrio de Cristo, que resplandece na face da Igreja e vivendo a graa do nosso batismo, anunciemos com humildade e caridade a f que nos salva e enche de alegria a nossa vida!

E isso ns poderemos fazer e viver intensamente, comeando a celebrar agora, logo aps o tempo natalino, as festividades de So Sebastio, que com a rplica da imagem histrica trazida por Estcio de S percorrer a nossa Arquidiocese, preparando-nos para viver com fidelidade a nossa misso, semelhana de nosso padroeiro, que nos ensina a fortaleza na f mesmo em meio a ambientes contrrios e vicissitudes da vida, perseguies e torturas. Para o aprofundamento do tema F e desafios do nosso tempo e do lema So Sebastio, invencvel atleta da f teremos um trduo em todas as Parquias como sinal de nossa comunho e unidade.

Que a vida crist desse seguidor de Cristo nos inspire a viver com entusiasmo em nossos mudados tempos a alegria do seguimento de Jesus, mesmo com as dificuldades hodiernas.

+ Formações

Mais acessados

12-11-2012 -

Que eu veja!

formao
copyright© 2007 - Fundação João Paulo II. Todos os direitos reservados