Formação - cancaonova.com

Formações

Imagem de Destaque

Qual é o Terceiro Segredo de Fátima?

Nenhum sofrimento vivido em vo se for acolhido na f
A+ A-

Infelizmente circula na internet um tal Terceiro Segredo de Ftima, que muito assusta as pessoas, como se o Papa Joo Paulo II no tivesse revelado o verdadeiro no ano 2000. No dia 26 de junho deste ano foi revelado, com a devida autorizao do Papa, o verdadeiro Terceiro Segredo de Ftima, que tanta curiosidade, medo e, s vezes, pavor, despertava no povo. Na verdade, houve muita fantasia prejudicial s pessoas. Nas suas trs partes o Segredo nada tem de previses sobre o fim do mundo, nem de catstrofes ou flagelos.

Com a revelao do Segredo, feita atravs da Sagrada Congregao da F, com uma interpretao feita, a pedido do Papa, pelo ento Cardeal Joseph Ratzinger, hoje o Papa Bento XVI, prefeito da citada congregao na poca, viu-se que se trata de uma viso do sculo XX, sculo este impregnado de mrtires do comunismo, do nazismo e de outras foras inimigas da Igreja e de Deus. Milhes morreram pela f.

Na entrevista que Dom Tarcsio Bertone, ento Secretrio da Congregao para a Doutrina da F, teve com a Irm Lcia, por ordem do Sumo Pontfice, em 27 de abril de 2000, no Carmelo de Coimbra, onde vivia a religiosa, esta, lcida e calma, concordou com a interpretao do Segredo, segundo a qual a terceira parte do Segredo de Ftima consiste numa viso proftica, comparvel s da histria sagrada. Ela reafirmou a sua convico de que a viso de Ftima se refere sobretudo luta do comunismo ateu contra a Igreja e os cristos e descreve os duros sofrimentos das milhes de vtimas do sculo XX.

Irm Lcia confirmou que a principal personagem do Segredo era o Santo Padre e recordou como os Pastorinhos tinham pena dele. Com relao ao "Bispo vestido de branco" (o Papa), que ferido de morte e cai por terra, a Irm concordou plenamente com a afirmao do saudoso Papa Joo Paulo II: "Foi uma mo materna que guiou a trajetria da bala e o Santo Padre deteve-se no limiar da morte" (Meditao com os Bispos italianos na Policlnica Gemelli, 13 de maio de 1994).

interessante destacar o que diz a Irm Lcia: "Eu escrevi o que vi; no compete a mim a interpretao, mas ao Papa." A ela foi dada a viso, no a interpretao. Mais uma vez vemos a a importncia da Igreja e do Pontfice. E a Irm concordou com a interpretao dada pela Igreja. Na interpretao do Segredo, j bastante publicado e conhecido, feita pelo Cardeal Ratzinger, alguns pontos merecem ser destacados:

1 - A palavra-chave da primeira e segunda parte do Segredo "Salvar as almas"; a palavra-chave da terceira parte "Penitncia, penitncia, penitncia". O mesmo cardeal lembrou que a Irm Lcia lhe disse que o objetivo de todas as Aparies da Santssima Virgem era fazer crescer cada vez mais a f, a esperana e a caridade.

2 - A viso do anjo com a espada de fogo representa o perigo da destruio da humanidade por si mesma, por meio da guerra e de outras formas. O brilho da Me de Deus aparece como a fora capaz de vencer as foras da terrvel destruio.

3 - O sentido da viso no mostrar um filme sobre o futuro, mas uma forma de orientar a liberdade humana a buscar o bem. H que se evitar, portanto, as interpretaes fatalistas do Segredo, como se tudo j fosse traado para acontecer, sem respeitar a liberdade dos homens. O futuro visto como que num espelho, de maneira simblica.

4 - Trs sinais aparecem: uma montanha alta; uma grande cidade meio em runas e uma grande cruz de troncos toscos. A montanha e a cidade so o lugar da histria humana, de convivncia, mas de luta; como uma subida rdua no qual o homem destri, com as prprias mos, o que ele mesmo construiu (cidade em runas). No alto da montanha est a Cruz, meta e orientao da histria humana, sinal da misria humana e promessa de salvao.

A viso mostra o caminho da Igreja como uma Via-Sacra, ladeado de violncia, destruio e morte, mas de esperana. Diz o cardeal que nesta imagem pode-se ver a histria de um sculo que se finda. O sculo dos mrtires, dos sofrimentos e das perseguies Igreja. Sculo de duas guerras mundiais e de muitas guerras locais. No espelho desta viso vemos passar as testemunhas da f deste sculo.

O cardeal fez questo de recordar o que a Irm Lcia disse ao Papa Joo Paulo II, em 12 de maio de 1982, um ano aps o atentado sofrido por ele: "A terceira parte do segredo se refere s palavras de Nossa Senhora: "Se no [a Rssia] espalhar os seus erros pelo mundo, promovendo guerras e perseguies Igreja. Os bons sero martirizados, o Santo Padre ter muito que sofrer, vrias naes sero aniquiladas."

Os Papas deste sculo tiveram um papel preponderante na rdua "subida da montanha" do Segredo. Desde Pio X at Joo Paulo II, todos os Santos Padres sofreram no caminho que leva Cruz.

5 - Destaca o mesmo cardeal que o fato de o Papa no ter no ter morrido no atentado de 13/5/81 significa que no existe um destino imutvel (na viso Sua Santidade aparece morta), e se a mo de Nossa Senhora guiou a bala para que no o matasse porque a fora da orao e da penitncia maior do que as balas, e a f mais poderosa do que os exrcitos. Tudo pode ser mudado pela orao e pela converso!

6 - Por fim a viso mostra os anjos que recolhem da cruz o sangue dos mrtires e com ele regam as almas que se aproximam de Deus. O Sangue de Cristo e o dos mrtires so vistos juntos a significar que o nosso sofrimento completa a salvao do mundo (cf. Cl 1, 24). O sangue dos mrtires semente de novos cristos, como dizia Tertuliano. E assim, o terceiro Segredo termina com uma forte mensagem de esperana: nenhum sofrimento vivido em vo se acolhido na f. de todo o sofrimento e de todo o sangue derramado pela Igreja, no sculo XX, que brotaro as foras de um novo Cristianismo no sculo XXI. Haver uma forte purificao e um renovamento que j se faz sentir no corao da Igreja. a eficcia salvfica que brota do Sangue de Cristo misturado ao dos Seus mrtires.

7 - Os acontecimentos, a que se refere o Segredo, j so do passado; fica o permanente apelo orao e penitncia para a salvao das almas. O cardeal termina afirmando que a certeza de Nossa Senhora de que por fim "o meu Imaculado Corao triunfar" significa que um corao voltado inteiramente para Deus mais forte do que as pistolas ou as outras armas de fogo. A mensagem do Terceiro Segredo uma mensagem de confiana no Cristo que venceu o mundo (cf Jo 16, 33).

Estive em Portugal, logo aps a morte de Irm Lcia, em Coimbra, com a Dra. Branca, que cuidou da religiosa at a sua morte. A mdica disse-me que Irm Lcia concordou inteiramente com a revelao feita pela Igreja sobre o Segredo e que mais nada havia a revelar. Portanto, preciso cessar a divulgao de um falso Terceiro Segredo de Ftima, como se a Igreja no tivesse revelado o verdadeiro.

Foto

Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com

Prof. Felipe Aquino @pfelipeaquino, é casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: "Escola da Fé" e "Pergunte e Responderemos". Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br


04/02/2010 - 00h00

Tags: Ftima terceiro segredo revelao Igreja cancaonova formao Cano Nova


Ver Coment�rios
+ Formações

Mais acessados

12-11-2012 -

Que eu veja!

formao
copyright© 2007 - Fundação João Paulo II. Todos os direitos reservados