Formação - cancaonova.com

Formações

Imagem de Destaque

Um conceito sobre intercessão

A oração do Espírito Santo em nós é intercessão
A+ A-

Jesus Cristo é o Senhor!

A Carta aos Romanos nos revela que: “Outrossim, o Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos o que devemos pedir, nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inefáveis” (Rom 8,26).

A partir deste ensinamento da Palavra, começamos a ampliar o conceito sobre a pessoa do intercessor. O Espírito Santo é o verdadeiro intercessor; Ele vê a nossa fraqueza e vem em nosso auxílio. Ele vem em auxílio à nossa fraqueza. Eu e você somos fracos. O Espírito Santo, então, vem nos socorrer.

A oração do Espírito Santo em nós é intercessão. Ele louva, adora, proclama e também pede em nosso favor. Costumamos pensar que a oração de intercessão é só pedir, pedir… Não é assim. Muitas vezes, o Espírito nos move a louvar, a adorar, a agradecer e também a pedir.

Por que ficar somente pedindo? Se aparece o caso de uma pessoa necessitada, logo pedimos: “Senhor, aquele meu irmão está vivendo este problema assim, assim… O caso dele, Senhor… O Senhor precisa intervir”. Mas a melhor maneira de interceder é: “Senhor, eu te louvo, te adoro e proclamo porque Tu és o Senhor, Tu és aquele que governa está situação, e eu proclamo tua vitória sobre ela. Entrego-te este meu irmão, pelo qual estou pedindo, ele te pertence, Senhor, e Tu já és vitorioso nesta situação”.

Pensamos que isso não é intercessão. Ao contrário, o próprio Espírito nos move a louvar, a adorar, porque é preciso antes de tudo estabelecer a ligação entre a terra e o céu; e isso é feito por intermédio do intercessor. É uma tarefa que parece difícil, mas não é, pois “o Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos o que devemos pedir nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inefáveis”.

Deus o abençoe,

+ Formações

Mais acessados

copyright© 2007 - Fundação João Paulo II. Todos os direitos reservados