Entregue sua vida aos cuidados do Bom Pastor

“Em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas. A esse o porteiro abre, e as ovelhas escutam a sua voz; ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz para fora. E, depois de fazer sair todas as que são suas, caminha à sua frente, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas não seguem um estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos” (João 10,1-5).

Neste quarto Domingo da Páscoa, a Igreja celebra o domingo do Bom Pastor. Embora essa analogia do pastor não seja muito comum em nossa cultura, a imagem do pastor cuidando de suas ovelhas é uma imagem que nos traz segurança, nos transmite segurança porque todos nós sabemos que Jesus Cristo é o nosso Bom Pastor, é Ele quem cuida de nós, é Ele quem nos conhece pelo nome e dá a Sua vida para nos resgatar.

Ele é o Pastor que nos conduz, assim como afirma o Salmo 22: “Ele nos guia pelos caminhos seguros”. Porque Ele mesmo é o Caminho, a Verdade e a Vida. Quem tem Deus como guia não teme, não vacila diante das tentações, não desanima e segue adiante na missão sem medo, porque tem o Senhor como Pastor.

E, nesse caminho de condução das ovelhas pelo caminho seguro, a Igreja, que é esse grande redil, serve-se de nós: missionários, evangelizadores, especialmente dos sacerdotes que, seguindo o exemplo do Bom Pastor, o Pastor Supremo, possuem a missão de conduzir o rebanho até a única porta que é Jesus.

Jesus Cristo é o nosso Bom Pastor, é Ele quem nos conhece pelo nome

O legítimo sacerdote, missionário e pregador — ou seja, aquele que assume a missão de pastorear o povo de Deus —, é aquele que conduz as ovelhas para Jesus, não a si mesmo, mas para Jesus. Aquele que tenta levar os fiéis, as ovelhas para outro lugar, que não seja até Jesus Cristo, é um farsante que não deve ser seguido. Porque quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas salta por outro lugar é ladrão e assaltante.

Apropriar-se dessa missão dentro da Igreja e não conduzir as ovelhas para Jesus é tornar-se um ladrão, um assaltante. Aquele que se serve da Igreja, e até mesmo na posição que ocupa nela para o próprio ganho pessoal, no fundo, é um mercenário que, na menor das ameaças, abandona as ovelhas e não é capaz de dar a vida por elas, ao passo que o Bom Pastor é aquele que, seguindo o exemplo de Jesus, coloca-se humildemente a serviço dos outros e não busca nada para si mesmo.

O Bom Pastor é aquele que entra pela porta da fidelidade, da doutrina da Igreja, porque sabe que as ovelhas reconhecerão a voz do verdadeiro Pastor e seguirão essa voz, não seguirão outras vozes.

Neste domingo, meus irmãos, o domingo do Bom Pastor, te convido a rezar por todos aqueles que têm esse ofício de pastorear o povo santo de Deus, para que sejam fiéis ao supremo Pastor e, assim, conduzam as ovelhas à única entrada do redil, à única porta, que é Jesus Cristo.

Desça sobre você a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Padre Bruno Antônio

Sacerdote da Comunidade Canção Nova.